TV Asa Branca G1 Caruaru e Regiao GE Caruaru e Regiao Radio Globo Recife

ESPORTES
por CBN Recife em 11/10/2018
Arthur Rezende fala sobre possível renovação e revela: “Não conhecia torcida igual a do Santa” Meia que disputou a temporada pelo tricolor confirmou conversa inicial com a diretoria após o fim da série C


#
Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

Contratado pelo Santa Cruz ainda no fim de 2017, o meia Arthur Rezende, 24 anos, chegou ao arruda para ser peça importante no elenco tricolor que tinha como grande objetivo o acesso a Série B do futebol brasileiro. Se a equipe não obteve êxito nas competições disputadas, ao menos Arthur se destacou como um dos atletas que mais vestiram a camisa na temporada, com 28 jogos e 3 gols marcados.

Em entrevista concedida a Vinicius Calado, repórter da rádio CBN, o meia revelou o desejo do clube na sua renovação, mas garantiu que no momento as tratativas estão paradas. “Nós tivemos uma conversa inicial logo após o fim da série C, onde eles passaram a vontade de renovar e que a gente conversaria sobre isso mais para frente, nos próximos meses. Depois deste contato inicial, ainda não voltamos a falar sobre isso”, declarou.

Arthur ainda se mostrou tranquilo com o acordo feito com o Santa Cruz em relação ao que ainda tem a receber do clube referente a salários atrasados. “O acordo foi de que pagariam até o dia 30 do último mês, mas tiveram um probleminha e deram a garantia de que vão pagar o mais breve possível”, destacou. Como a terceira divisão acabou cedo, o atleta afirmou ter recebido proposta para disputar o fim da segunda divisão, mas achou melhor ficar com a família.

“Quando acabou a série C, tive proposta de um clube da série B, mas a parte financeira não agradou, achei que não valeria a pena, então optei por ficar em casa com a família dando uma descansada. Já tive algumas propostas para jogar campeonato estadual, mas está tudo em aberto, estamos esperando para fazer essa definição”, disse.

Por fim, o jogador se declarou a torcida coral, a qual revelou sentir um carinho especial, e deixou as portas abertas para uma possível permanência no Arruda. “A torcida do Santa Cruz é apaixonada, não tinha conhecido uma igual a do Santa. Acabei criando um carinho pela torcida e pelo clube, então se tiver uma proposta que seja boa tanto para mim quanto para o clube, as portas estarão abertas  para ter uma definição da melhor forma possível”, encerrou.

fechar