SAúDE
por em 12/08/2017
Cardiologistas estabelecem valores mais rígidos para o LDL Pacientes com risco cardíaco muito alto devem ter o índice abaixo de 50 miligramas por decilitro de sangue


#

A Sociedade Brasileira de Cardiologia alterou os valores de referência para o colesterol e triglicérides, fechando o cerco dos limites considerados ideais. A mudança atinge principalmente o colesterol considerado "ruim", o LDL. Pacientes com risco cardíaco muito alto devem ter o índice abaixo de 50 miligramas por decilitro de sangue. Antes, o ideal era de 70. Com a nova diretriz, o Brasil passa a ser o país mais rígido nesse parâmetro. Pessoas que não têm fatores de risco podem ter o índice de até 130 mg/dl. As novas regras mudam ainda o colesterol total: antes o valor considerado desejável era abaixo de 200 mg/dl - agora é de 190 mg/dl.

fechar