Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

Centenário de morte de um médico santo


Por: REDAÇÃO Portal

Coluna Fogo Cruzado – 6 de novembro de 2019

Coluna Fogo Cruzado – 6 de novembro de 2019

Foto: Reprodução internet

05/11/2019
    Compartilhe:

A Bíblia e o bisturi, do pastor Edijéce Martins, e Protestantismo em revista, do professor e teólogo José Roberto de Souza, lançados recentemente no Recife, abordam a vida do médico norte-americano, radicado em Canhotinho, no agreste pernambucano, George William Butley. Ele veio para o Brasil na segunda metade do século XIX para pregar o protestantismo e aqui se notabilizou como um dos mais fantásticos reverendos que a Igreja Presbiteriana já produziu. Natural de Canhotinho, o ex-governador Eraldo Gueiros deu um depoimento sobre ele para o livro do pastor Edijéce, que é algo emocionante. Ele conta, por exemplo, que o viu muitas vezes fazer cirurgias de amígdalas com auxílio de uma colher de sopa e amputação de pernas sem anestesia geral, sem esquecer as duas grandes obras que edificou no município: um hospital e um colégio. Foi, como já se esperava, profundamente incompreendido pelos católicos, que chegaram inclusive a armar uma cilada para assassiná-lo, porém não se intimidou e continuou a dar assistência médica inclusive aos que o tratavam com intolerância. O Dr. Butley teve entre os seus pacientes o fazendeiro italiano Antonio Caetano Perazzo, radicado em São José do Egito e avô do ex-presidente da Compesa Luiz Gonzaga Perazzo. Caetano foi operado com sucesso de um câncer de próstata, que na época era de difícil solução até nos centros médicos mais evoluídos. Oportuno, portanto, que a vida deste médico santo tenha sido lembrada pelos dois autores no centenário do seu falecimento, em 1919, em Canhotinho, onde repousam os seus restos mortais.

Troca de líderes

Bolsonaro indicou ontem os deputados Ubiratan Antunes Sanderson (PSL-RS) e Fabiana Silva de Souza Poubel (PSL-RJ) para a função de vice-líderes do governo na Câmara Federal. As indicações foram publicadas no Diário Oficial da União. Consta que o presidente fez as duas escolhas sem consulta prévia a Luciano Bivar (PSL).

Comando do Avante

Sebastião Oliveira perdeu o controle do Republicanos para o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, mas já se acomodou no Avante junto com sua tropa do interior. Ele está selecionando aliados para disputar prefeituras em 2020, já tendo definido dois: o ex-deputado Carlos Batata (Capoeiras) e o ex-prefeito Luciano Bonfim (Triunfo).

Dinheiro do pré-sal
 
Muitos prefeitos pernambucanos estão contando com o dinheiro do pré-sal para fazerem obras em seus municípios visando à reeleição. O leilão da cessão onerosa está marcado para hoje e se tudo sair como previsto renderá R$ 106 bilhões para a União, os Estados e os Municípios. Os prefeitos apostam também em recursos (devolução) do Fundef.

Banda esquecida

O fato de Paulo Câmara ter convidado para uma reunião em Palácio apenas os cônsules de carreira radicados em Pernambuco, esquecendo os cônsules honorários, que totalizam mais de 20, gerou mal estar entre esses últimos que se sentiram discriminados pelo governador. A reunião foi para debater o vazamento de óleo no litoral nordestino.

Convite tentador

Após ser transferido de Arcoverde para Vitória de Santo Antão, supostamente por perseguição política, o delegado Israel Rubis aceitou convite de Eduardo da Fonte para ser o candidato do PP à prefeitura daquele município. Ele ficou 17 meses à frente de Delegacia Regional e sua inesperada transferência gerou comoção na cidade.

Candidatas-laranja

Lei obriga os partidos políticos a fecharem suas chapas proporcionais com pelo menos 1/3 de mulheres e decisão do STF determina que elas fiquem com esse mesmo percentual dos recursos do fundo eleitoral. Todos os partidos seguiram esse figurino, mas apenas o PSL, inexplicavelmente, é acusado de lançar “candidatas-laranja”. 

Caixa salvadora

Sem dinheiro para investimento, alguns prefeitos pernambucanos pediram empréstimo à CEF dando como garantia o FPM. Estão nessa lista Miguel Coelho (Petrolina), Raquel Lyra (Caruaru), Lula Cabral (Cabo), Júnior Matuto (Paulista) e Professor Lupércio (Olinda), que pleiteia apenas 20 milhões e não 90 como se disse anteriormente. 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook