Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

De como se segura o espaço da direita


Por: REDAÇÃO Portal

Coluna Fogo Cruzado – 5 de setembro de 2019

Coluna Fogo Cruzado – 5 de setembro de 2019

Foto: Antônio Cruz/ABr

05/09/2019
    Compartilhe:

Praticamente todos os dias, Bolsonaro faz declarações em defesa de teses de direita, ainda que muitas delas, como a tortura, choquem setores democráticos e alinhados com a esquerda. Muito se discute nos meios políticos se o presidente da República faz isto por “estratégia eleitoral” ou se por que faz parte de sua personalidade. A tese mais provável é a segunda, já que Bolsonaro é muito impulsivo para se enquadrar em figurino traçado por marqueteiros. Basta ver a coerência dele em defesa de ex-ditadores como Augusto Pinochet (Chile) e Alfredo Strossner (Paraguai), contra a oposição na Argentina liderada pela ex-presidente Cristina Kirstner e de ataque à Alta Comissária para os Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, filha de um militar chinelo assassinado pela ditadura. Tem tudo a ver com suas declarações irônicas sobre gays, ONGs estrangeiras que atuam na Amazônia, governadores nordestinos (“Paraíba”), etc. E com seu ódio quase mortal a militantes e partidos de esquerda. Com isto, o presidente vai segurando o apoio do eleitorado conservador. E se o governador João Doria (SP) pensa em disputar com ele este quinhão, em 2022, pode tirar logo o cavalinho da chuva.

 

Gol de placa

Assim que assumiu a Casa Civil do governo Paulo Câmara, José Neto foi à Assembleia Legislativa apagar “focos de incêndio” e marcou com o governador uma audiência para a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), com quem ele não havia falado nenhuma vez no curso deste ano por ela estar filiada a um partido de oposição.

Pelo isolamento

O ex-deputado Nilton Mota ficou menos de 8 meses na Casa Civil porque fez muito pouca coisa para tirar o governador do isolamento. O clima na Assembleia Legislativa em relação ao governo era péssimo e prefeitos de partidos que não integram a Frente Popular foram mantidos à margem do Palácio do Campo das Princesas.

Pedido de socorro

O violeiro e prefeito de Tabira, Sebastião Dias (PTB), cobra do Governo do Estado há 8 meses a reforma do terminal rodoviário do município, que pegou fogo e continua fechado. Aliás, quase todos os terminais rodoviários de Pernambuco se encontram em situação deplorável, entre eles os de Caruaru, Gravatá e Belo Jardim.

Traidor e ingrato

A notícia soou como uma “bomba” na PB: o governador João Azevedo (PSB) estaria rompendo com seu antecessor, Ricardo Coutinho (PSB), para se aliar à oposição. Em Monteiro, domingo passado, num ato em defesa da transposição do São Francisco, uma faixa chamava atenção: “Ingratidão e traição, ninguém sabe o que é pior”.

Quem se habilita?

O DEM pretende ocupar o espaço do “centro” do Nordeste, lançando candidatos às prefeituras de São Luís, Fortaleza, Salvador e Recife. O candidato do Recife não está definido, mas deverá ser o ex-deputado Mendonça Filho ou a deputada Priscila Krause. Se um desses dois não servir, não há mais tempo para preparar um terceiro.

Defesa dos animais

Passou terça última, na CCJ da Assembleia Legislativa, projeto do deputado Romero Albuquerque (PP) que proíbe a circulação de veículos de tração animal nas áreas urbanas de Pernambuco. O próximo passo é o plenário, onde deverá ser aprovado. Albuquerque quer se consolidar na Casa como “defensor dos animais”.

30 anos das Constituições

Teve início ontem, e se prolongará até amanhã, na Unicap, um ciclo de debates sobre “constitucionalismo” para comemorar os 30 anos da promulgação das constituições estaduais. Quem abre a programação de hoje é Jonathan Marshfielg, professor da Universidade de Nabraska (EUA) e com vários livros s publicados sobre o tema. 

      

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook