Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

O Nordeste não se bica com Bolsonaro


Por: REDAÇÃO Portal

Duas pesquisas divulgadas no final de semana revelam que a maioria dos nordestinos reprova o governo do presidente Jair Bolsonaro. Essa reprovação não começou agora

Duas pesquisas divulgadas no final de semana revelam que a maioria dos nordestinos reprova o governo do presidente Jair Bolsonaro. Essa reprovação não começou agora

Foto: Antônio Cruz/ABr

25/07/2019
    Compartilhe:

Coluna Fogo Cruzado – 1º de julho de 2019

Duas pesquisas divulgadas no final de semana revelam que a maioria dos nordestinos reprova o governo do presidente Jair Bolsonaro. Essa reprovação não começou agora. Vem desde a campanha eleitoral, quando o então candidato do PSL foi derrotado em todos os estados da região. Mas agravou-se nos últimos seis meses em razão dos desacertos do governo na área econômica. De acordo com o Ibope, que divulgou pesquisa encomendada pela CNI, em abril último 35% dos brasileiros aprovavam o governo Bolsonaro, ante 27% que reprovavam. Em junho o índice de aprovação caiu para 32% e o de reprovação subiu para esse mesmo percentual. No Nordeste, porém, a situação do governo é mais complicada. O percentual de nordestinos que avaliam o governo como bom ou ótimo caiu de 25% para 17% nos últimos três meses, ao passo que o percentual dos que reprovam subiu de 40% para 47%. Já pelo Instituto Paraná Pesquisas, 51% dos brasileiros não estão satisfeitos com o governo, ante 44% que dizem o contrário. Apenas 7,4% dos entrevistados consideram ótima a gestão do presidente, 22,7% a reputam como boa e 26,9% como regular. O que consola o governo é a região Sul, onde, de acordo com o Ibope, seu índice de aprovação subiu de 44% para 52%.

Escalão precursor

Detido na Espanha por tráfico de drogas, o 2º sargento Manoel Silva Rodrigues (FAB) esteve em Pernambuco no último mês de maio como membro da “comitiva precursora” da viagem que o presidente Bolsonaro faria ao Recife para participar da reunião da Sudene. O militar estava em viagem para o Japão, em comitiva de apoio a Bolsonaro, quando foi preso com 39 kg de cocaína. 

Aniversário de emancipação

O governador Paulo Câmara estará hoje em Afogados da Ingazeira para participar das comemorações dos 110 anos de emancipação política do município. Dos 17 municípios do Pajeú, Afogados é o que mais recebe obras do Governo do Estado graças às ligações do prefeito José Patriota (PSB) com o governador, que tiveram início com Arraes e continuidade com Eduardo Campos.

Setentão do Araripe

Próximo dia 14, o ex-prefeito de Araripina e ex-deputado estadual Emanoel Bringel (PSDB) estará completando 70 anos. Ele vai comemorar a data com uma festa no “Rancho 45”, de sua propriedade, para a qual foram convidados o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, o prefeito Raimundo Pimentel (PSL) e dezenas de políticos de todos os municípios do Araripe.

Por mais altivez

Representantes de Caruaru na Assembleia Legislativa, os deputados José Queiroz (PDT), Tony Gel (MDB) e Delegado Lessa (PP) começam a ser cobrados pelos conterrâneos para serem mais altivos diante do Governo do Estado, que não estaria investindo no município proporcionalmente à sua importância para Pernambuco. Os três parlamentares são da base governista.

Visita protocolar

Em sua conversa com Paulo Câmara na última 5ª feira, o ex-deputado Cintra Galvão não tratou do seu retorno à Frente Popular, embora tenha abandonado o PTB. Também não conversou sobre 2020. O “papo” girou sobre sua ida para a Frente Popular em 1986, tendo sido o primeiro aliado do então governador Roberto Magalhães a romper com o PDS para apoiar Miguel Arraes.

Desinteresse pelo PSL

Devido às trapalhadas do governo Bolsonaro, cresce o desinteresse de líderes políticos pernambucanos pelo PSL, partido do presidente da República que tem como dirigente nacional o deputado Luciano Bivar. Após o 2º turno de 2018, havia até cinco grupos em determinados municípios do interior disputando o controle local do PSL. Hoje, quase ninguém mais fala em se filiar.

Cada um por si

Ao se negarem a dar apoio à reforma previdenciária, os governadores do Nordeste estão brincando com fogo, pois isso pode levar o relator Samuel Moreira (PSDB-SP) a apresentar amanhã o seu parecer na comissão especial da Câmara excluindo estados e municípios do projeto. Com isso, cada governador (27) e cada prefeito (5.565) teria que se virar para ter suas próprias regras.    

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook