Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

PT na iminência de nova divisão


Por: REDAÇÃO Portal

Coluna Fogo Cruzado – 4 de setembro de 2019

Coluna Fogo Cruzado – 4 de setembro de 2019

Foto: Câmara Municipal do Recife

04/09/2019
    Compartilhe:

O PT de Pernambuco corre o risco de chegar rachado às eleições do próximo ano. Pelo menos duas chapas competitivas foram formadas para disputar o controle do partido. Uma, liderada pelo senador Humberto Costa, tem como candidato a presidente o deputado estadual Doriel Braga. Outra, sob a liderança da deputada federal Marília Arraes, vai apoiar à reeleição de Glaucus Lima à presidência do diretório estadual. O senador defende a permanência do partido na Frente Popular. E, como consequência, o não lançamento de candidato próprio à prefeitura do Recife, já que o candidato da Frente será o deputado federal João Campos (PSB). Já a neta de Miguel Arraes defende que o partido se afaste da base de apoio ao governo Paulo Câmara e que lance o seu próprio candidato à sucessão do prefeito Geraldo Júlio. São duas teses diametralmente opostas, que pode conduzir o partido a um racha nas eleições de 2020. Se Humberto Costa sagrar-se vitorioso, nem por isso Marília Arraes será arrastada para a Frente Popular e, se o senador perder essa parada, é difícil vê-lo apoiando, pelo menos com entusiasmo, a tese da candidatura própria à prefeitura da capital. 

Celeiro de quadros

O PP será o partido de Pernambuco com o maior número de candidatos nas eleições municipais, sendo que, em Jaboatão, segundo maior colégio eleitoral do Estado, leva vantagem sobre os demais. Têm três pré-candidatos competitivos e pode marchar com qualquer um deles: Cleiton Collins, Joel da Harpa e Manoel Neco.

A lei é boa

Marcos Nóbrega (conselheiro substituto do TCE) e Marcelo Bruto (secretário estadual de Desenvolvimento Urbano) fizeram palestra no Tribunal de Contas sobre a nova Lei das Licitações, relatada pelo deputado Augusto Coutinho (SD). Ambos têm a mesma opinião: a lei é infinitamente melhor do que a atual (8.666/93).

Fora do páreo

O deputado e ex-prefeito de Belmonte, Rogério Leão (PL), já comunicou ao seu grupo político que não pretende disputar a prefeitura no próximo ano. O prefeito Romonilson Mariano (PHS) vai concorrer à reeleição e poderá ter como um dos opositores a 1ª dama de Serra Talhada, Karina Rodrigues, que é natural de lá.

Vem pra cá

Daniel Coelho, líder da bancada do Cidadania na Câmara Federal, está de olho nos dissidentes do PSB e do PDT que votaram a favor da reforma previdenciária. Mas os seus alvos prediletos são Tábata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rinone (PSB-ES) que figuram na relação das 100 melhores cabeças do Congresso.

Por que chiar?

Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, diz que Felipe Carreras não tem motivo para reclamar do partido por ter sido suspenso de suas atividades por 1 ano pelo voto a favor da reforma previdenciária. “Ele teve dinheiro do fundo eleitoral, tempo de TV, a história do partido e depois quer fazer o que quer? Isso não existe em canto nenhum”. 

Falta a cabeça

Sob a liderança de Raffiê Delon, que dirige a Ciretran de Caruaru, o PSD montou uma chapa com 42 candidatos a vereador, mas ainda não decidiu se lança ou não candidato próprio à prefeitura. Raffiê foi o vice de Tony Gel (MDB) em 2016 e desde muito jovem alimenta o sonho de um dia governar a “Capital do Agreste”.

Reforço metropolitano

A prefeita interina de Camaragibe, Nadegi Queiroz, é a mais nova integrante da Frente Popular. Fez a travessia pelas mãos do deputado Aloísio Lessa (PSB), que já a aproximou do governador Paulo Câmara e do prefeito Geraldo Júlio. O prefeito Demóstenes Meira (PTB) foi afastado do cargo por improbidade administrativa.          
      

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook