Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Negócios

Governo anuncia retomada do setor de alimentação para o dia 20 e desaponta


Por: REDAÇÃO Portal

Horário de funcionamento restrito às 20h, afeta diretamente a operação dos bares

Horário de funcionamento restrito às 20h, afeta diretamente a operação dos bares

Foto: A permissão para funcionamento não contemplou as características dos diferentes negócios/Foto: Abrasel

09/07/2020
    Compartilhe:

Finalmente os empresários de estabelecimentos que servem alimentação ouviram do governo do estado, nesta quinta-feira, uma data para a reabertura: 20 de julho. O anúncio não agradou boa parte da categoria. Alguns empresários esperavam a retomada para o dia 13. Já os donos de bares ficaram muitos insatisfeitos, porque o horário liberado inviabiliza suas operações.

A permissão para funcionamento não contemplou as características dos diferentes negócios. Os estabelecimentos poderão funcionar apenas entre 6h e 20h. Quem tem operação que não abre para almoço, terá poucas horas para faturar.

“O governo do estado havia me garantido, em reunião, que o horário de funcionamento iria até 22h, o que não era o ideal, mas era o razoável.  Limitar a operação até às 20h fará com que muitos permaneçam fechados”, disse André Araújo, presidente da Abrasel.

Empresários do setor reunidos na largada da carreata

Pela manhã, ele e outras dezenas de empresários fizeram uma carreata para obter a tão esperada data. Saturados por esperar quase 120 dias pela retomada, a carreata surpreendeu pela participação, inclusive com trabalhadores do setor: cerca de 200 veículos.

Conforme o anúncio do Governo do Estado, além dos bares e restaurantes, poderão retomar as academias de ginásticas e os clubes de futebol, sem torcida. Enquanto isso, no Agreste pernambucano, o plano pulou uma etapa, indo da dois para a quatro, o que permitirá a reabertura dos shoppings, serviços de beleza e comércio varejista e 100% do efetivo da construção e concessionárias de veículos. A Feira da Sulanca ficou de fora. Naquela região, os serviços de alimentação continuam operando apenas com delivery e drive thru, inclusive nos shoppings.

De acordo com o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, a data do dia 20 representa um retardo no avanço da Etapa 6, na Região Metropolitana do Recife, e isso se justificada pela necessidade de se analisar a tendência da doença. “Continuamos trabalhando com cautela para um retorno seguro. Por isso, não teremos avanço de fase na Região Metropolitana e no Sertão. Continuamos a analisar os dados diariamente e se estabilizar, fica mantido o dia 20 para implantação da fase 6”, explicou Longo.

“Considero uma punição ao setor por não ter um motivo que justifique mais uma semana de espera. Pelo jeito, nosso setor não é relevante para o governo”, desabafou um dono de restaurante”.

Para o secretário de Desenvolvimento do Estado, Bruno Schwambach, o setor de bares e restaurante oferece risco maior para o cliente, porque ele precisa retirar a máscara para se alimentar. “Amanhã vamos publicar o protocolo para que os restaurantes possam funcionar com capacidade de 50% e uma série de critérios para evitar a propagação da doença. Sabemos que eles precisam funcionar, que realmente estão fechados há muitos dias, mas ao mesmo tempo temos que ter um olhar especial para a questão da saúde”, complementa Schwambach.

“Do jeito que o governo pensou a retomada para nós, donos de bares, só faria sentido se o cliente fosse para o bar durante dia e voltasse bêbado para trabalhar no home office, à  noite”, ironizou o dono de um tradicional bar da Zona Sul.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook