Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Negócios

MegaÓ dribla a pandemia e expande produção


Por: PATRÍCIA RAPOSO

Líder no segmento de cal hidratada em Pernambuco e na Paraíba, indústria anuncia que vai entrar em novos estados

Líder no segmento de cal hidratada em Pernambuco e na Paraíba, indústria anuncia que vai entrar em novos estados

Foto: A expansão da nova fábrica, em Jaboatão dos Guararapes, vai permitir a produção de mais de 26 milhões de litros de tinta, esmaltes sintéticos, complementos acrílicos e solventes por ano/Foto: divulgação

21/09/2020
    Compartilhe:

Os piores momentos da pandemia passaram. Ao menos para a MegaÓ, empresa com 88 anos, que nasceu das mãos de pernambucanos, passou para da Sibelco, multinacional com atuação em mais de 40 países, e retornou para  empresários locais há cerca de três anos.

Agora, a MegaÓ prepara investimentos de R$ 8 milhões em expansão física, novos mercados e aumento da produção, apostando crescer 30% este ano sobre 2019.

“Esse investimento já estava previsto para 2020. No início de junho sentimos a recuperação e entendemos que havia chegado a hora”, conta o diretor Antônio Brito, sócio na indústria.

A MegaÓ, que é líder no segmento de cal hidratada em Pernambuco e na Paraíba, em 2018, passou a produzir esmaltes sintéticos. Com essas movimentações, a MegaÓ espera quer atingir 50% de crescimento em 2021

Pandemia

Brito revela que a unidade chegou a ficar parada por uma semana durante o começo da pandemia, mas quando as lojas de construção foram consideradas como serviço essencial, a demanda começou a crescer estimulada pelo consumo formiguinha, já que a construção civil ficou três meses parada em Pernambuco.

O empresário atribui o aquecimento na demanda a dois fatores: ao auxílio emergencial e à própria reclusão das pessoas. “A população ficou sem opção de lazer e trancada em casa começou a perceber problemas no imóvel”.

Depois de ampliar a nova sede para 17.000m² e inaugurar há poucos meses um Centro de Distribuição na Bahia, a MegaÓ está indo em direção a novos mercados. “A nossa meta é atingir o Ceará e o Maranhão até o final do próximo ano, únicos estados onde não atuamos no Nordeste, e chegar também ao Sudeste”, revela Brito.  

Guarulhos será a porta de entrada no estado de São Paulo. Com frota própria, a empresa, que compra a cal no Rio Grande do Norte e insumos da cidade paulista, pretende fazer logística reversa, levando tinta e trazendo de volta os produtos que usa na unidade de Pernambuco.

Com a perspectiva de que a onda de crescimento continue no primeiro semestre de 2021, a expansão da nova fábrica, localizada em Jaboatão dos Guararapes, vai permitir a produção de mais de 26 milhões de litros de tinta, esmaltes sintéticos, complementos acrílicos, solventes e demais produtos por ano.

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook