Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Negócios

Pernambuco foi o 11º estado mais visitado do Brasil em 2019


Por: REDAÇÃO Portal

Quase metade das viagens em Pernambuco foi feita para aproveitar sol e praia

Quase metade das viagens em Pernambuco foi feita para aproveitar sol e praia

Foto: Pernambuco é o terceiro estado número de visitantes/ Foto: Pedro Roberto Gitirana/Pixabay

12/08/2020
    Compartilhe:

De acordo com a PNAD Turismo, divulgada nesta quarta-feira (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), Pernambuco foi o 11º estado mais visitado do Brasil em 2019. Com 652 mil viagens nacionais tendo a localidade como destino, recebendo, assim, 3,2% do total dos deslocamentos dentro do Brasil, Pernambuco é o terceiro estado do Nordeste que mais recebeu viajantes, atrás da Bahia, na terceira posição (8,7%) e do Ceará, no oitavo lugar (4,3%).

Pernambuco também ocupa a 11º posição no ranking das unidades da federação que mais emitem viajantes. O estado aparece como local de origem de 3% das viagens nacionais, totalizando 628 mil deslocamentos. Vale ressaltar que esses números se referem tanto a viagens para dentro do estado quanto para movimentações interestaduais.

Segundo o levantamento, o principal motivo pessoal para viajar alegado pelos entrevistados foi o lazer (36,2% das viagens). Das 209 mil viagens feitas com esse objetivo por moradores de Pernambuco, 44,7% foram para aproveitar sol e praia, 32,1% tiveram finalidade cultural, 13,3% estavam ligados a outros tipos de viagem, tendo como objetivo, por exemplo, a prática de esportes, e os 10% restantes estavam relacionados à natureza, ecoturismo e aventura.

Na pesquisa, a casa de amigos ou parentes foi apontada como o principal local de hospedagem, representando 45,4% de todas as viagens realizadas. Na sequência, com 31,2%, ficou a opção “outros”, que incluem resorts, aluguel de apartamentos por temporada ou Airbnb, albergue ou hostel e camping. O terceiro lugar ficou por conta dos hotéis e flats (14,9%), seguidos pelas pousadas (6,1%) e por imóvel próprio (2,1%).

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook