Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Economia

Pesquisa revela que 77% das indústrias pedem redução de impostos


Por: REDAÇÃO Portal

Sondagem realizada pela Ad Diper/Fiepe também aponta que redução de juros é pleito de 60% dos entrevistados

Sondagem realizada pela Ad Diper/Fiepe também aponta que  redução de juros é pleito de 60% dos entrevistados

Foto: Indústria: setor amarga perdas com a crise/Foto: Pixabay

07/04/2020
    Compartilhe:

Pesquisa feita pela Ad Diper em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe) junto a empresas no estado, revela que 46% das indústrias entrevistadas afirmam que terão uma queda superior a 75% de sua produção ou vendas. Não à toa, 77% pedem redução de impostos e outras 75% pedem liberação de crédito. Redução dos juros foi defendido por 60% delas.

Foram ouvidas 126 indústrias e os resultados podem ultrapassar 100% pois os empresários puderam optar por mais de uma opção nos questionamentos feitos. Os dados foram divulgados hoje (07). A pesquisa “Impactos Econômicos do Coronavírus na Indústria Pernambucana” foi realizada entre 19 e 30 de março e buscou saber quais os principais impactos causados aos diversos setores industriais do estado com a pandemia do Covid-19.

A maioria das indústrias entrevistadas, estão situadas na Região Metropolitana do Recife, (45%), seguido de Agreste (31%), Sertão (14%) e Zona da Mata (10%). As empresas de micro e pequeno porte são a maioria das respondentes, atingindo juntas quase 80% do total.

Apesar da grande queda na produção e nas vendas, a pesquisa também revela que 7,26% das empresas afirmaram que terão um crescimento acima de 75%. Essas são empresas que atuam nos setores de produtos alimentícios, higiene e produtos farmacêuticos.

Quando se posicionam sobre os impactos que algumas medidas tomadas pelo setor público  causaram sobre as empresas do estado de Pernambuco, os mais sentidos nas indústrias foram a proibição de eventos públicos e privados (67%); seguido do fechamento de bares e restaurantes (52%).

Para suportar esta crise e tentar atenuar os impactos que a pandemia causará nas indústrias de Pernambuco, alguns investimentos deverão ser prioritários. O mais citado dentre os pesquisados foi a abertura de novos canais de vendas (66%), seguido de novos produtos/serviços e logística, ambos com 28% das respostas, novas tecnologias e treinamento e formação vieram a seguir com 19% e 17% respectivamente.

A pesquisa concluiu que “os impactos dessa crise causada pela doença ainda são incalculáveis, tudo depende do tempo de distanciamento social e das medidas necessárias para conter a doença”. E finaliza dizendo que as medidas citadas pelos empresários “são imprescindíveis para que o impacto, que é uma realidade, seja minimizado da forma mais eficiente possível.”

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook