Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Tecnologia

Stella quer levar energia mais barata e 100% renovável para todo Brasil


Por: PATRÍCIA RAPOSO

Gerando descontos que variam de 10% a 15% na conta de luz, a startup já está presente em oito estados

Gerando descontos que variam de 10% a 15% na conta de luz, a startup já está presente em oito estados

Foto: Fazenda em Bocaiúva (MG) gera energia limpa para a Stella comercializar/Foto: divulgação

04/11/2020
    Compartilhe:

Nos últimos tempos, o mercado de energia tem sido alvo intenso de startups que trazem soluções para remodelar a forma como se consome esse insumo. O crescimento da geração limpa, a difusão de tecnologias que buscam eficiência energética e o uso de redes inteligentes são algumas mudanças que apontam para uma profunda transformação no cenário energético no Brasil e no mundo. 

Neste contexto inovador, há um item que importa muito: a redução dos custos. E coube à carioca Stella Geração Distribuída despontar com uma solução efetiva, conseguindo reduzir a tarifa de energia de consumidores de vários estados entre 10% a 15%, tanto para residências como para empresas.

A operação é simples. A Stella viabiliza a assinatura de serviços de energia solar de forma totalmente online, sem necessidade de instalação de painéis solares ou qualquer investimento. A energia gerada através de fazendas solares de geradores parceiros é entregue à rede da distribuidora local e por ela compensada na forma de créditos na conta de luz dos clientes finais.

Maurício Giroletti, diretor de Expansão da Stella/Divulgação 

Esse modelo tem sido aplicado em Pernambuco, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Ceará, Espírito Santo. Em 2021, chegará também ao Rio de Janeiro e o objetivo da empresa é atender, em breve, em escala nacional. Para isso, a Stella conta com grandes parceiros na geração de energia fotovoltaica, que são parte fundamental do negócio.

Numa outra ponta, a Stella também faz parcerias com marcas consagradas alinhadas aos seus valores em sustentabilidade. Em Minas Gerais, por exemplo, cerca de 100 estabelecimentos, entre bares e restaurantes, adotaram a solução através de um acordo firmado com a Ambev.

“Para manter seu ponto de venda, a Ambev cede ao estabelecimento guarda-sol, mesa, cadeira, freezer... Agora, ela está oferecendo também descontos na conta de energia, o que aumenta a percepção de valor pelo ponto de venda”, explica o Maurício Giroletti, diretor de Expansão da Stella Geração Distribuída.

Facilidade

A adesão ao sistema é 100% online e o cliente não precisa mudar nada no cadastro que detém junto à distribuidora, nem fazer qualquer mudança na sua instalação elétrica. “Nós cuidamos de toda burocracia. A adesão deve ser em nome do titular da conta, que poderá acompanhar sua economia e realizar o pagamento da sua geração de energia com o desconto na tarifa via um portal do cliente”, explica Giroletti, acrescentando que o cliente poderá inclusive optar pelo pagamento por cartão de crédito.

A Stella consegue preço competitivo porque a energia solar é mais barata. “As concessionárias de energia têm um custo operacional bem maior, sem falar que, como compram energia de várias fontes (eólica, térmica, solar, biomassa, hidráulica), têm um custo médio do insumo mais elevado”, revela. “O que permite um desconto maior ou menor é a forma como cada estado tributa o insumo”, completa o diretor.

Após a adesão, o desconto leva de 60 a 90 dias para cair na conta do cliente e, em caso de cancelamento, basta comunicar com pré-aviso mínimo para saída sem multa. Giroletti informa ainda que não há risco de desabastecimento porque, na prática, são gerados créditos que são abatidos na conta de energia. “Caso os créditos não sejam gerados, por alguma razão, a distribuidora entregará a energia de forma tradicional e sem o desconto”. explica.

Giroletti acrescenta que esse modelo de consumo é comum nos Estados Unidos e Europa e que no Brasil, apesar de novidade, está resguardado pela legislação brasileira de 1998. “Mesmo com esse desconto, os investimentos nos campos de geração conseguem retorno em menos de seis anos”, garante.

À medida em que a Stella prova a esses investidores a sua capacidade de comercialização, a empresa segue avançando nacionalmente, puxando também novos investimentos em parque em outros estados. A estratégia tem sido priorizar as unidades da federação que detêm um custo maior no preço da energia, o que permite uma melhor taxa de retorno ao negócio da startup, mas a missão da Stella é clara: levar energia mais barata e 100% renovável para todo Brasil.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook