Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Brillant Corners, obra-prima de Thelonious Monk, é remasterizada

Ouvir

Por: Sandra Bittencourt

Álbum é considerado peça fundamental para o surgimento do jazz moderno

Álbum é considerado peça fundamental para o surgimento do jazz moderno
10/08/2020
    Compartilhe:

Brilliant Corners , álbum assinado pelo genial Thelonious Monk, lançado em 1957, é agora remasterizado. Este foi seu terceiro trabalho pelo Riverside e o primeiro, por este selo, a ter suas próprias músicas. Vale lembrar que o projeto é considerado obra-prima de Monk, um dos mais importantes álbuns do jazz e peça fundamental para o surgimento do jazz moderno.

Brilliant Corners, o tema, por sua vez, é tido como um dos mais difíceis do jazz de todos os tempos. Pra se ter ideia, foram mais de 12 takes até que se chegasse ao definitivo. A versão do disco foi editada com três deles. Um tema de extrema complexidade, recheado de progressões de acordes praticamente aritméticas, o que nos obriga a várias audições para captarmos todos os detalhes do arranjo.

Em seguida, Monk nos apresenta Ba-lue Bolivar Ba-lues-are uma longa jam de improvisação e groove. Ouvimos também a balada Pannonica, dedicada à Nica Koenigswarter, amiga e patrocinadora de Monk,  Charlie Parker e outros músicos do jazz. Nela Monk toca celesta.

Na sequência, I Surrender, Dear , um standard, a faixa mais convencional do álbum, onde Monk muda o andamento do tema assinado por Harry Barris, Gordon Clifford. Fechando o disco, um novo arranjo para uma música do próprio Monk, Bemsha Swing, mais ao estilo big band . Ao lado do mestre temos os músicos : Ernie Henry —  sax alto, Sonny Rollins — saxofone tenor, Oscar Pettiford — contrabaixo, Max Roach - bateria, Clark Terry — trompete e Paul Chambers — contrabaixo.

Para conferir o comentário completo acesse OUVIR.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook