Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Lá Vem Os Violados - biografia celebra os 50 anos de sucesso do Quinteto Violado

Ouvir

Por: Sandra Bittencourt

Publicação assinada por José Teles tem lançamento nesta quarta, no Santa Isabel, com direito a show dos violados

Publicação assinada por José Teles tem lançamento nesta quarta, no Santa Isabel, com direito a show dos violados
20/10/2021
    Compartilhe:

A importância do Quinteto Violado não é novidade. Afinal, os violados foram responsáveis por redimencionar a música regional nordestina através de arranjos inusitados para aqueles anos 70, com forte influência da música moderna urbana, embalagens sonoras que serviam para adornar temas tradicionais como Asa Branca. Vale lembrar que Gonzagão, espécie de padrinho do grupo, considerou essa a melhor leitura para seu clássico . Um som violado a tal ponto inovador que Gilberto Gil o apelidou de ‘free nordestino’.

Agora, para celebrar os 50 anos do Quinteto Violado, a história é resgatada em livro através da biografia do grupo, Lá Vêm os Violados, escrita pelo jornalista José Teles, lançamento Cepe . Nesta quarta, a partir das 19h, no Santa Isabel, rola show dos violados apenas para 200 convidados e na ocasião, haverá um ponto de venda do livro no hall do teatrol. O livro pode ser adquirido ainda nas lojas físicas e virtual da Cepe.

No decorrer das 248 páginas da publicação, lemos a trajetória do Quinteto desde a estreia lá em 1971, em Nova Jerusalém, até o projeto Na Estrada, com a banda de Pau e Corda, interrompido em 2020 devido a pandemia. Para compor a minuciosa biografia , Teles conversou com os músicos – lembrando que da formação inicial, há apenas Marcelo Melo (voz e violão) - e também com seus parceiros, produtores e amigos. Incluída uma extensa pesquisa a partir de matérias publicadas sobre o quinteto em jornais e revistas e aí temos shows, discos, viagens nacionais e internacionais, entradas e saídas de integrantes. Tudo isso contextualizado com o momento político, musical e social do País.

Lá vem os violados foi lançado originalmente em 2012, pelas Edições Bagaço, para marcar os 40 anos do Quinteto, celebrados em 2011. Esta é a terceira edição da biografia, refeita, atualizada e acrescida de mais dez anos em seus devidos detalhes. José Teles, com muita propriedade, destaca o envolvimento dos violados com os ritmos nordestinos quando afirma: “O Quinteto Violado trouxe à tona essa música popular que era ignorada no Brasil e que mesmo em Pernambuco tornara-se invisível. Além disso, foi pioneiro na renovação do Carnaval pernambucano, mesmo gravando frevos com outra instrumentação, em que a flauta era o instrumento solo, algo que não agradava aos puristas. .”

Temos aqui a história de uma banda que, como bem define o autor, ‘’ escreveu e continua escrevendo um dos mais ricos capítulos da música popular brasileira”. Mais de 50 discos lançados, prêmios e turnês Brasil e mundo afora, e, ao que tudo indica, os violados prometem muito ainda. Basta ouvir o single Tempo, composição do tecladista Dudu Alves, e aguardar mais singles e o álbum de inéditas com direito a nova turnê em 2022.  Parabéns, violados ! 

Para conferir o comentário completo acesse OUVIR.


Lembrando que sugestões de pauta devem ser enviadas para o e-mail [email protected]


 

 

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook