Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Maestro João Carlos Martins e a Bachiana Filarmônica Sesi-SP em 'A Magia da Dança'

Ouvir

Por: Sandra Bittencourt

Live nesta sexta, dia 7, contará com o fenômeno do piano - Davi Campolongo

Live nesta sexta, dia 7, contará com o fenômeno do piano - Davi Campolongo
05/08/2020
    Compartilhe:

A Magia da Dança’ : um grande espetáculo tendo à frente o renomado maestro João Carlos Martins regendo a Bachiana Filarmônica Sesi-SP. O concerto, em cartaz na próxima sexta-feira, 7 de agosto, às 19h30, será realizado no Centro Cultural Fiesp (CCF), sem público, via canais do Sesi São Paulo no YouTube e Facebook. Participam , o fenômeno do piano Davi Campolongo, de apenas 14 anos e o casal de bailarinos Juliana Gomes e Leandro Neves, ex-integrantes da Companhia Cisne Negro. Em tempos pandêmicos, todos os artistas manterão as regras de distanciamento recomendadas e as necessárias medidas preventivas serão adotadas no palco . Inclusive, os músicos também estarão protegidos por estantes de acrílico vertical que atuarão como mais uma camada na composição deste distanciamento.
‘A Magia da Dança’, dura pouco mais de uma hora, tempo suficiente para que o maestro João Carlos Martins nos leve a uma viagem fascinante pelo mundo da música associada à dança, desde o Renascimento até a atualidade. Danças presentes em nosso dia-a-dia como o samba, o tango e a valsa convivem no espetáculo com outras de vários séculos atrás como o minueto e a badinerie . E aí teremos a presença do pequeno fenômeno Davi Campolongo que nos mostrará ao piano por que o minueto foi a dança preferida da nobreza europeia no século 18 através de Christian Petzold .
No bloco final, a célebre "Valsa das Flores", do balé "Quebra-Nozes", de Tchaikovsky, é dançada pelo casal Juliana Gomes e Leandro Neves ao som da Bachiana Filarmônica Sesi-SP seguida da Valsa no. 2 para orquestra de jazz do compositor russo, Dmitri Shostakovich. Seremos presenteados, ainda, com o maestro João Carlos Martins ao piano interpretando "Libertango", a obra-prima de Astor Piazzolla. No encerramento, outra obra-prima, brasileiríssima, "Trem das Onze", eterno sucesso de Adoniran Barbosa.
Para conferir o comentário completo acesse OUVIR.

 

 

 

 

 

 

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook