Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Tame Impala em novo disco

Ouvir

Por: Sandra Bittencourt

The Slow Rush é synth oitentista com camadas psicodélicas

The Slow Rush é synth oitentista com camadas psicodélicas
14/02/2020
    Compartilhe:

The Slow Rush, o tão esperado álbum da australiana Tame Impala aportou esta madrugada nas plataformas digitais , cinco anos após o lançamento de Currents . Ouvimos o líder Kevin Parker e seus fiéis escudeiros explorando o synth pop oitentista mixado a experimentos psicodélicos . Ou seja, quem esperava por um regresso ao som psicodélico puríssimo, produzido nos primeiros anos de carreira, não vai encontrar aqui. Então, as doze faixas de The Slow Rush foram compostas, gravadas, produzidas e misturadas por Parker entre Los Angeles e o estúdio do artista em Fremantle, na Austrália, onde reside. Entre os temas do disco, alguns como o já conhecido e soturno Posthumous Forgiveness, canção de essência minimalista. As batidas de synth pop dominam o novo trabalho da Tame desde a faixa de abertura, One More Year. Há muitas músicas dançantes como  Lost in Yesterday, numa pegada de Prince com Michael Jackson. Momentos mais psicodélicos acontecem em One More Hour, longa faixa que fecha o disco . Bom lembrar que durante esses cinco anos que separam o álbum Currents de The slow rush ,Parker colaborou e/ ou remixou músicas de Lady Gaga, Kanye West , Mark Ronson, Travis Scott e Zhu. Essa troca de informações deve ter pesado no resultado do novo disco. E o Kevin já disse por aí que pode rolar show no Brasil ainda este ano - vamos aguardar. Então, fica a dica aí, novo álbum da Tame Impala, The slow rush, já nas plataformas digitais. Para conferir o comentário completo acesse OUVIR.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook