Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
COVID-19

COVID-19: Anvisa libera vacina da Pfizer para crianças entre 6 meses e 4 anos


Por: REDAÇÃO Portal

De acordo com a equipe técnica da Agência, “as informações avaliadas indicam que a vacina é segura e eficaz também” para essa faixa etária

De acordo com a equipe técnica da Agência, “as informações avaliadas indicam que a vacina é segura e eficaz também” para essa faixa etária

Foto: Reprodução: Paul Hennesy/SOPA Images/Sipa USA — via Agência Brasil

17/09/2022
    Compartilhe:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o pedido feito pela Pfizer, e, agora, a vacina poderá ser utilizada por crianças entre 6 meses e 4 anos de idade para a imunização contra a COVID-19 .

Segundo a Anvisa, “a autorização veio após uma análise técnica de dados e estudos clínicos conduzidos pelo laboratório”. De acordo com a equipe técnica da Agência, “as informações avaliadas indicam que a vacina é segura e eficaz também” para essa faixa etária.

O início da análise para a liberação do imunizante começou em 1º de agosto, pouco mais de um mês depois, tem-se a autorização. No entanto, a vacina para crianças entre 6 meses e 4 anos de idade terá uma dosagem e composição diferentes das vacinas utilizadas para pessoas que não são desse grupo.

Ela será aplicada em três doses de 0,2 mL cada. As duas primeiras doses serão administradas com três semanas de intervalo, e a terceira, pelo menos, com oito semanas após a segunda dose.

Para que mães, pais e aqueles que levarem as crianças identifiquem que aquela vacina é a adequada para a faixa de 6 meses e 4 anos de idade, a tampa do frasco que contém o imunizante será cor de vinho.

Segundo a Anvisa, com a aprovação, a vacina já tem autorização para ser usada no Brasil. No entanto, cabe ao Ministério da Saúde “a decisão sobre a incorporação bem como o estabelecimento do calendário para as faixas etárias específicas”.

Confira mais informações na reportagem de Assíria Florêncio disponível no play acima.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook