Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Policial

Crimes em Itamaracá: polícia prende dois suspeitos; crianças seguem internadas no HR

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Estado de saúde dos irmãos sobreviventes é considerado estável

Estado de saúde dos irmãos sobreviventes é considerado estável

Foto: Polícia Civil/Divulgação

25/02/2024
    Compartilhe:

Após o crime que vitimou Jackson Kovallick de 10 anos e deixou seus dois irmãos feridos, na comunidade do Pilar em Itamaracá, na última sexta-feira (23), a Polícia Civil do estado prendeu dois suspeitos de participação no crime.

A dupla capturada foi interrogada e a investigação segue com o delegado Gilmar Rodrigues.
As outras duas crianças que também foram baleadas seguem internadas no Hospital da Restauração (HR), localizado no Derby, área central da capital pernambucana. O menino de 12 anos foi levado para a UTI pediátrica após exames. 

Já o mais novo, de 7 anos, está internado na enfermaria pediátrica do HR. De acordo com a nota do hospital, ambos os garotos seguem com quadro de saúde estável.

O crime aconteceu na noite da quinta-feira (22), quando criminosos arrombaram a casa da família na comunidade da Biquinha, e atiraram contra as crianças que estavam dormindo e após isso, fugiram.

Cada criança recebeu aproximadamente 5 tiros. 

Nenhuma hipótese de motivação do crime está descartada. Segundo a polícia, o crime pode ter sido motivado por tráfico de drogas.

Em depoimento à Polícia, a mãe afirmou que acredita que os criminosos tenham errado a residência. Nas redes sociais, a mulher postou como ficou a casa após a ação criminosa e lamentou a morte do filho.

Vale lembrar que também na semana anterior a este crime, outra criança havia sido baleada e acabou não resistindo, o bebê Gael do Carmo, de dez meses, no dia 17 de fevereiro.
 
O bebê estava no berço, dentro de casa, quando foi baleado. Os criminosos queriam atingir um parente da família. Mais dois homens suspeitos de envolvimento nesse caso foram presos na sexta (23) pela PM.

Confira as informações com a repórter Marcelle Reis, clicando no 'play' acima.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook