Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Pernambuco

Ônibus do Fortaleza é atingido após partida contra o Sport; jogadores ficam feridos

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

O ataque aconteceu após o empate por 1 a 1 entre os dois times na partida que aconteceu na Arena de Pernambuco

O ataque aconteceu após o empate por 1 a 1 entre os dois times na partida que aconteceu na Arena de Pernambuco

Foto: Reprodução/Instagram

22/02/2024
    Compartilhe:

Após o jogo contra o Sport pela Copa do Nordeste, na noite da quarta-feira (21), o Fortaleza teve o ônibus apedrejado, na BR-232, no bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife. Segundo o clube cearense, seis jogadores ficaram feridos com o ataque de uma torcida organizada e foram levados para o Real Hospital Português, no bairro do Paissandu, na área central da capital pernambucana.

O ataque aconteceu após o empate por 1 a 1 entre os dois times na partida que aconteceu na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, no Grande Recife. A equipe do Fortaleza voltava para o hotel em que estava hospedada quando o ônibus foi atacado pelos vândalos, que arremessaram pedras e bombas.

O presidente do Clube, Marcelo Paz, lamentou a violência contra os jogadores do time. Por nota, o Fortaleza Esporte Clube informou que João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por sutura. Além disso, Escobar passou por exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente. Os demais jogadores receberam cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo.

Por nota, o Sport Club do Recife repudiou os atos de violência praticados contra o time na saída da Arena após a partida. “Os absurdos atos de violência não condizem com a real conduta e comportamento da torcida rubro-negra, tampouco com os valores do Clube - que sempre irá abominar esse tipo de postura”. O presidente do Sport, Yuri Romão, prestou solidariedade ao Fortaleza pelo ocorrido.

Os seis atletas tiveram alta hospitalar por volta das 5h30 desta quinta-feira (22) e, juntos com os demais integrantes da delegação do Fortaleza, voltaram para o Ceará. A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) deu início às investigações para apurar os nomes dos autores e as investigações seguem sob responsabilidade da Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva até o total esclarecimento do caso.

Ouça a matéria do repórter Israel Teixeira, clicando no ‘play’ acima.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook