Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

Senadores pedem a Mourão medidas urgentes ao vazamento de óleo

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Humberto Costa enfatizou a necessidade do governo atuar no impedimento dos prejuízos causados pelo desastre

Humberto Costa enfatizou a necessidade do governo atuar no impedimento dos prejuízos causados pelo desastre
23/10/2019
    Compartilhe:

O presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), senador Fabiano Contarato (Rede-ES), e os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Jean Paul Prates (PT-RN) foram recebidos, nesta terça-feira (22), pelo presidente da República em exercício, Hamilton Mourão. Eles apresentaram sugestões de providências a serem tomadas no caso das manchas de óleo que atingem o litoral da região Nordeste. 

Em entrevista concedida ao programa CBN Recife, nesta quarta-feira (23), Humberto Costa destacou quais foram as medidas apresentadas ao presidente em exercício. Inicialmente, ele falou que foi apresentado um documento, aprovado na Comissão de Meio Ambiente, que tinha como principal objetivo a demanda ao governo para que decrete a condição de estado de emergência. “A adoção dessa condição permitiria uma maior possibilidade de enfrentar em melhores condições essa situação. Possibilidade de aquisição de equipamentos, realização com menos burocracia de licitações para contratações de serviços, tudo que fosse necessário, tudo dentro da lei, mas  com muito menos burocracia”, explica o senador. 

Ainda durante o encontro com Mourão, Humberto ressalta que enfatizou a necessidade do governo atuar no impedimento dos prejuízos causados pelo desastre, principalmente voltados para as pessoas diretamente atingidas, como as que trabalham na pesca. “A saída seria, de imediato, a oferta do seguro defesa para que elas possam, enquanto houver esse impedimento do desenvolvimento das suas atividades normais, ter alguma compensação. Falamos também de medidas a longo prazo, como a possibilidade da realização de estudos que previnam, não a possibilidade de ocorrerem acidentes ou crimes como esse, mas do estado ter uma forma de atuar organizadamente, com mais instrumentos e mecanismos”, conclui Costa. 

Confira a entrevista completa com Humberto Costa no play acima. 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook