Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Policial

Três guardas municipais do Recife são presos por envolvimento em comércio ilegal de armas de fogo

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Cerca de R$2 milhões foram bloqueados do casal que liderava o grupo, além da apreensão de cocaína, armas e munições

Cerca de R$2 milhões foram bloqueados do casal que liderava o grupo, além da apreensão de cocaína, armas e munições

Foto: PCPE | Divulgação

24/01/2024
    Compartilhe:

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu 15 pessoas, entre elas, três guardas municipais do Recife, por suspeita de envolvimento no comércio ilegal de armas de fogo. O grupo realizava a aquisição do armamento legalmente em lojas, danificava os sinais identificadores e vendiam para facções que atuam no Estado. Outras quatro pessoas foram presas em flagrante, na terça-feira (23), durante o cumprimento de mandados com armas e drogas. Cerca de R$2 milhões foram bloqueados do casal que liderava o grupo, além da apreensão de cocaína, armas e munições. 

De acordo com a corporação, a chefe do esquema era uma mulher, dona de uma casa de bronzeamento artificial do Recife.Segundo o delegado titular da Delegacia de Repressão aos Roubos e Furtos, Álvaro Grako, além dos servidores do Recife, outras pessoas eram utilizadas para comprar a armas.

Além da venda de armas ilegal, a mulher responsável pelo esquema criminoso recrutava pessoas do Nordeste para comprar drogas em São Paulo e revender em Pernambuco, como destaca o delegado Álvaro Grako.

Além da chefe do esquema, o marido dela também foi preso. Segundo o delegado Diego Jardim, o local onde os dois foram presos era extremamente equipado.

Os nomes e idades dos líderes e envolvidos na organização não foram revelados. A Operação Rainha das Armas prendeu ao longo das investigações 21 pessoas no Recife, Região Metropolitana, Bahia e São Paulo.

Confira as informações com o repórter Guilherme Camilo, clicando no 'play' acima.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook