Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Economia

Fiepe lamenta manutenção da alta do ICMS e espera que haja diálogo

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

De acordo com Bruno Veloso, diretor administrativo da FIEPE, o posicionamento irredutível do governo do Estado é considerado preocupante.

De acordo com Bruno Veloso, diretor administrativo da FIEPE, o posicionamento irredutível do governo do Estado é considerado preocupante.

Foto: Divulgação / G1

29/12/2023
    Compartilhe:

Após a governadora Raquel Lyra (PSDB), afirmar, durante debate na CBN Recife, que não revogará o aumento do ICMS em Pernambuco, mantendo o aumento de 18% para 20,5%, a partir de janeiro de 2024, a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), se posicionou sobre a alegação da gestora.

De acordo com Bruno Veloso, diretor administrativo da FIEPE, o posicionamento irredutível do governo do Estado é considerado preocupante.

Ao ser questionada sobre um possível recuo, Raquel Lyra afirmou que nenhum outro Estado recuou sobre o ICMS.

Apesar da fala, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e São Paulo decidiram rever a decisão de aumentar a alíquota do ICMS. Bruno Veloso, ainda destaca abertura ao diálogo para uma possível reviravolta na decisão.

De acordo com a Fiepe, caso a Lei 18.305 não seja revogada, a competitividade das indústrias ficará "comprometida". Com a reforma aprovada, o artigo que tratava da regra de divisão do futuro IBS com os estados foi retirado. 

Confira as informações com o repórter Guilherme Camilo, clicando no 'play' acima.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook