Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Brasil

Números de homicídios de mulheres negras crescem 0,5% enquanto de não negras apresenta diminuição de 2,8% no Brasil

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

No ano de 2021, o país computou 2.601 mulheres negras vítimas de homicídio, representando 67,4% do total de mulheres assassinadas

No ano de 2021, o país computou 2.601 mulheres negras vítimas de homicídio, representando 67,4% do total de mulheres assassinadas

Foto: Divulgação / G1

05/12/2023
    Compartilhe:

O Atlas de Violência, elaborado anualmente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), realizou um levantamento sobre violência contra mulheres no Brasil, apontando que, entre 2020 e 2021, o número de homicídios contra mulheres negras aumentou 0,5%, enquanto mulheres não negras, sendo elas brancas, amarelas e indígenas, essa porcentagem apresentou redução de 2,8%.

No ano de 2021, o país computou 2.601 mulheres negras vítimas de homicídio, representando 67,4% do total de mulheres assassinadas. Essa porcentagem corresponde a 4,3 vítimas para cada 100 mil habitantes, sendo 79% superior à das mulheres não negras.

De acordo com os dados, existem diversos fatores para esse cenário. Um deles é o econômico, apontando como principal. Já a discriminação racial e de gênero no mercado de trabalho contribui para que mulheres negras apresentem menor rendimento se comparadas com as não negras, o que as torna dependentes e suscetíveis à violência de gênero.

O Atlas incorporou também os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública 2022, que mostram um aumento nos relatos de violência doméstica, onde a pesquisa apresentou 11,6% das mulheres respondendo positivamente sobre terem sido violentadas com batidas, empurrões e chutes nos últimos 12 meses.

Confira as informações com o repórter Guilherme Camilo, clicando no 'play' acima.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook