Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Brasil

Registro de novos agrotóxicos segue em alta no Brasil, diz Mapa

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Entre 2019 e 2022 foram liberados 2.181 novos registros, uma média de 545 ao ano.

Entre 2019 e 2022 foram liberados 2.181 novos registros, uma média de 545 ao ano.

Foto: Reprodução / Agência Brasil

15/12/2023
    Compartilhe:

O Brasil, líder mundial no consumo de agrotóxicos, aprovou 505 novos registros de pesticidas apenas neste ano, de acordo com dados do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Entre 2019 e 2022 foram liberados 2.181 novos registros, uma média de 545 ao ano, e a expectativa é que esse número cresça ainda mais com a recente aprovação do Projeto de Lei dos Agrotóxicos, caso seja sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A lei flexibiliza normas e centraliza o registro no Ministério da Agricultura, o que prevê a criação do risco aceitável para substâncias que atualmente têm registro proibido por terem impactos relacionados ao desenvolvimento de câncer, alterações hormonais, problemas reprodutivos ou danos genéticos. 

O Atlas dos Agrotóxicos revela que o Brasil tem batido consecutivos recordes na série histórica de registro de agrotóxicos, que teve início em 2000. Em 2022, foram 652 agrotóxicos liberados, sendo 43 princípios ativos inéditos. A Anvisa aponta que 25% dos alimentos vegetais apresentam resíduos proibidos ou acima dos limites legais. 

O crescimento no uso de agrotóxicos no Brasil coloca o país em uma posição sensível no que diz respeito à segurança alimentar e à saúde pública. O impacto na saúde é alarmante, com casos de intoxicação, correlações com doenças crônicas e custos significativos para o sistema de saúde.

Ouça a nota da repórter Clara dos Anjos clicando no play acima.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook