Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cidade

Sem acordo com a CBTU, metroviários podem paralisar novamente

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Os metroviários alegam que a proposta apresentada pela CBTU foi inferior ao solicitado

Os metroviários alegam que a proposta apresentada pela CBTU foi inferior ao solicitado

Foto: G1 / Divulgação

31/08/2023
    Compartilhe:

Há menos de uma semana que o sistema de metrô do Recife voltou a funcionar normalmente, a sombra de uma nova paralisação paira sobre os passageiros que dependem do transporte. Isso porque a quebra de braço entre o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE) e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) ganhou mais um novo capítulo. Na quarta-feira (31), uma rodada de negociações entre os dois lados foi realizada, porém nenhum acordo foi firmado.

O encontro, que aconteceu de forma remota, contou com a participação da Secretaria de Coordenação das Estatais (SEST). Os metroviários alegam que a proposta apresentada foi inferior ao que foi solicitado. A CBTU propôs o reajuste salarial de 3,45%, sem correção da base salarial, o que foi motivo para a categoria recusar a proposta.

Por causa disso, uma assembleia dos metroviários, marcada para acontecer na próxima semana, foi antecipada para esta sexta-feira (1º). O encontro pode resultar em uma mobilização da categoria a qualquer momento.

A última paralisação durou 25 dias, com intercaladas de suspensões e manutenções da paralisação. O sistema também contou com uma visita de parlamentares, que andaram e avaliaram o metrô do Recife, com a promessa de solicitarem auxílio do Governo Federal para revitalizar o modal. O retorno das atividades foi acordado na última sexta-feira (25), após votarem em uma série de propostas que garantem a segurança desses profissionais, no entanto, nada foi resolvido.

A CBTU, por meio de nota, destacou o prazo final para a celebração de um acordo, conforme os parâmetros da SEST, que se encerra em 6 de setembro. A empresa ainda reiterou o compromisso de celebrar o acordo coletivo em breve.

Confira as informações com o repórter Guilherme Camilo, clicando no 'play' acima.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook