Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Acontece

Visitantes de pacientes denunciam que foram “colocados para fora” do Hospital da Restauração

Ouvir

Por: REDAÇÃO Portal

Durante o vídeo, a mulher que está gravando afirma: “Somos tratados que nem cachorros”

Durante o vídeo, a mulher que está gravando afirma: “Somos tratados que nem cachorros”

Foto: Reprodução

21/12/2023
    Compartilhe:

Familiares que viajaram do interior de Pernambuco para visitar pacientes internados no Hospital da Restauração, no Recife, gravaram um vídeo denunciando que foram proibidos de ocupar o espaço interno da unidade de saúde. Nas imagens, é possível ver várias pessoas tentando se proteger da chuva e em condições precárias de higiene, com colchões e sacolas espalhadas no chão. Durante o vídeo, a mulher que está gravando afirma: “Somos tratados que nem cachorros”. 

A CBN Recife entrou em contato com o Hospital da Restauração, que afirmou, por meio de nota, que a área da recepção da Emergência Geral não pode ser ocupada porque é um local de passagem de pacientes críticos. A unidade também ressaltou que o Serviço Social do hospital orienta os visitantes, que dormem na entrada da emergência, sobre as casas de apoio oferecidas pelo município de origem do paciente. 

Confira a nota completa : 

“O Hospital da Restauração (HR) explica que a área da recepção da Emergência Geral não pode ser ocupada nem obstruída porque é um local de passagem de pacientes críticos. O HR informa ainda que as pessoas que ficam na entrada da Emergência são visitantes, ou seja, têm pacientes internados em áreas onde não é possível ter acompanhantes, como as Salas Vermelha e Laranja ou Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O Serviço Social do HR dá orientações aos visitantes sobre os horários estabelecidos para as visitas, que acontece duas vezes por dia, inclusive com horários noturnos, para que as pessoas que trabalham em horário comercial tenham a oportunidade de visitar os parentes internados. O Serviço Social do hospital também orienta os visitantes, que dormem na entrada da emergência, sobre as casas de apoio oferecidas pelo município de origem do paciente, sendo responsabilidade das prefeituras”. 

Ouça a matéria da repórter Aline Melo no 'Play' acima. 



 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook